«Álvaro Cunhal é uma personalidade marcante, em Portugal e no mundo

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Em Beja

Terra, Luta, Arte, Futuro
Sábado, 15 de Junho de 2013
Músicos de grande qualidade, duas dezenas de grupos corais alentejanos, a apresentação de Cândido Mota e a presença de Jerónimo de Sousa foram alguns dos ingredientes que fizeram do espectáculo evocativo de Álvaro Cunhal, em Beja um acontecimento inesquecível. 
Como pano de fundo esteve a luta pela Reforma Agrária – a mais bela conquista da Revolução, como lhe chamou Álvaro Cunhal – e a cultura de um povo insubmisso, trabalhador, revolucionário, patente nas suas canções. 
Os povos que cantam não morrem, disse numa ocasião Michel Giacometti, e o povo alentejano é disso prova cabal.

Sem comentários:

Publicar um comentário