«Álvaro Cunhal é uma personalidade marcante, em Portugal e no mundo

sábado, 23 de novembro de 2013

Exposição na Biblioteca de Celorico de Basto


A Biblioteca Municipal Prof. Doutor Rebelo de Sousa de Celorico de Basto está a ser palco da exposição sobre a Vida, Pensamento e Luta de Álvaro Cunhal até ao próximo dia 27 de novembro. A inauguração decorreu no dia 20 de novembro, com a presença de diversas individualidades do PCP e da vida politica local.
“Trata-se de uma exposição extraordinariamente interessante sobre a vida de alguém que sempre pugnou pela liberdade e igualdade, num regime totalitário e fascista que restringiu a plenitude dos direitos das pessoas”, palavras do presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, na cerimónia de abertura da exposição.
O autarca salientou o papel preponderante de Álvaro Cunhal na construção do Partido Comunista Português. “Álvaro Cunhal merece esta homenagem como figura incontornável da nossa sociedade que deixou um grande legado ao país fruto de grande trabalho, dedicação e empenho. Trata-se do mais destacado construtor do PCP, um partido politico com um papel muito importante no que respeita à vida política, social e económica do país, sempre fiel e leal aos valores que assume e pratica”.

Esta exposição da “Vida, Pensamento e Luta de Álvaro Cunhal”, agora em Celorico de Basto, irá percorrer o país como referiu João Frazão, Membro da Comissão Politica do Comité Central do PCP. “Efetivamente, Álvaro Cunhal está a ser alvo de uma justa homenagem da parte de todos. Dirigente partidário, estadista, ministro sem pasta e intelectual de al tíssima craveira, Álvaro Cunhal, é o mais destacado construtor do Partido Comunista Português e figura maior da cena política nacional e internacional do séc. XX”, referiu. João Frazão frisou a capacidade de escrita de Álvaro Cunhal com a publicação de romances, contos e novelas alguns dos quais deram origem a filmes marcantes. “Escreveu coisas que só ele poderia escrever, contos, romances, novelas, que retratam situações que aconteceram com ele ou com pessoas muito próximas. Refira-se o filme “Até amanhã Camaradas” e “5 dias e 5 noites”. Afinal, importa salientar que “a vida deu e continua a dar razão a Álvaro Cunhal”, salientou.

João Frazão destacou ainda a importância do estadista na reorganização do partido Comunista, um partido com grande ligação aos trabalhadores e ao povo, isto nos anos de 1940, 1941.
Seguindo o mesmo pensamento Heitor Marinho, membro da comissão política do PCP de Celorico de Basto, destacou Álvaro Cunhal, na sua intervenção, como um “lutador pela Liberdade, Democracia e Socialismo e pela sua própria liberdade”.
Durante esta cerimónia foi apresentada fotobiografia de Álvaro Cunhal, um trabalho coletivo do PCP que demonstra “ a alegria de viver e de lutar por uma causa que valeu e vale a pena”.
A exposição estará patente na Biblioteca Municipal até ao dia 27 de novembro e poderá ser visitada por todos durante o horário de funcionamento da Biblioteca.

Sem comentários:

Publicar um comentário