«Álvaro Cunhal é uma personalidade marcante, em Portugal e no mundo

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

ALBUFEIRA



Câmara de Albufeira abre nova sala de leitura para o arquivo histórico



O Arquivo Histórico Municipal de Albufeira abriu uma nova sala de leitura, onde funcionavam as antigas instalações da ludoteca, espaço agora reafetado exclusivamente para consulta da documentação mais antiga do concelho.

No novo espaço, que funcionará de segunda a sexta-feira, das 9:00 horas às 12:30 e das 13:30 às 17:00, poderão ser observadas e lidas as atas de reuniões de câmara e de vereação e coleções de fotografias.

“A salvaguarda da documentação produzida pela câmara no decurso da sua atividade, bem como a valorização e divulgação de um património arquivístico fundamental para a construção e preservação da memória coletiva do concelho fazem parte dos objetivos daquele equipamento”, explica a autarquia de Albufeira, em comunicado.

Paralelamente à consulta de documentos, quem se deslocar às novas instalações do arquivo histórico pode aproveitar para ver a exposição «Desenhos da Prisão».

A
mostra, que vai estar patente ao público até ao próximo dia 9 de junho, insere-se no âmbito das comemorações do centenário do nascimento de Álvaro Cunhal e exibe a faceta de artista plástico do grande líder político e pensador português.


A partir de agora, o arquivo fica a funcionar com dois polos: o edifício principal no beco José Bernardino de Sousa, perto do museu municipal, onde é possível encontrar toda a documentação respeitante ao período que vai de 1504 a 2001 (a informação referente à Câmara Municipal de Albufeira, Administrador do Concelho de Albufeira e Cine-Pax) e a nova sala de leitura, na Rua João Bailote.

“Esta nova realidade traduz o esforço contínuo da autarquia para melhorar o funcionamento e a qualidade dos serviços prestados à população”, refere a câmara de Albufeira.

O arquivo histórico de Albufeira encontra-se instalado num edifício de construção muito antiga que terá sido, em séculos passados, dependência da casa dos Alcaides e casa de repeso de carvão.

Em 1992, graças à sua localização, bem no centro do Cerro da Vila, zona primitiva da urbe, dentro do perímetro da muralha e na proximidade da rampa que dava acesso à porta do Castelo, o edifício sofreu obras de adaptação para funcionar como arquivo histórico.

Sem comentários:

Publicar um comentário