«Álvaro Cunhal é uma personalidade marcante, em Portugal e no mundo

domingo, 5 de janeiro de 2014

Fecha-se... para continuar aberto!

Segundo os responsáveis pela iniciativa deste "blog", e respectivo “caderno de encargos", ele terminaria a 4 de Janeiro.

Assim nos apresentámos
2013 - Centenário de Álvaro Cunhal
para divulgar, ao longo do ano, o que se relacionasse com o centenário de Álvaro Cunhal. E o ano – de 2013-Centenário de Álvaro Cunhal – acabou a 4 de Janeiro de 2014, com o comício de encerramento.

Poderia escrever-se, a jeito de balanço, que foram 413 “mensagens”, 7 “páginas”, 216 comentários, 40 mil visualizações (39.117), 62 "seguidores". 

Sempre, desde “a ideia”, procurando integrá-la no trabalho colectivo que concretizava a iniciativa do CC de 1 de Julho de 2012 («O Comité Central do Partido Comunista Português decide que as comemorações do Centenário de Álvaro Cunhal decorrerão sob o lema “Vida, pensamento e luta: exemplo que se projecta na actualidade e no futuro” e sendo lançadas este ano prolongar-se-ão durante todo o ano de 2013, com destaque para o dia 10 de Novembro, data do centenário do nascimento e para o período mais próximo»). 

Procurou-se, sobretudo, com “iniciativa própria” (mas nunca isolada), contribuir para “a promoção da divulgação, leitura e estudo das obras de Álvaro Cunhal”, desde desenhos inéditos a referências e trechos da notável obra teórica. Outros, e quem o deve fazer, avaliarão o que foi feito, o nosso contributo por esta via. Ficamos com a tranquila convicção de ter cumprido a tarefa a que nos propusemos.


Acabou 2013-centenário de Álvaro Cunhal mas, tal como sua vida, pensamento e luta é exemplo que se projecta na actualidade e futuro, não fechamos o “blog”. Ele continuará a servir de mais uma via aberta para prolongar tudo o que foi este ano de centenário, esta grande iniciativa que se comprovou da maior actualidade e como tanto nos ajuda, na batalha pelo futuro, o exemplo da vida, do pensamento e da luta de Álvaro Cunhal.


E vem aí o 40º aniversário do 25 de Abril. 

Sem comentários:

Publicar um comentário